Gil Baiano, lateral de chute forte revelado pelo Guarani

Gil Baiano, lateral de chute forte revelado pelo Guarani

Publicado em .

Gil Baiano, lateral de chute forte revelado pelo Guarani

Quando José Gildásio Pereira de Matos chegou ao Guarani para integrar a lateral-direita da categoria juvenil em 1985, foi reconhecido pelo apelido de Baiano, pois nasceu em Tucano, cidade do interior da Bahia.

Pela característica de avanços sistemáticos ao ataque, com transição rápida e chute potente de pé direito ao gol adversário, teve breve ascensão ao elenco de profissionais, ocasião em que dirigentes fizeram questão de incorporar Gil ao baiano, transformando-o em Gil Baiano.

SETE POR UM

Apesar disso e quando vislumbrava chance real para se fixar na equipe principal, entrou num pacote de negociações feito pelo Guarani com o Bragantino, que envolveu transferência de sete jogadores revelados pela base do clube, para, em troca, receber apenas o zagueiro Victo Hugo.

E a troca favoreceu o lateral, pois no Bragantino conquistou o título do Paulistão de 1990, época que passou a ganhar chances na Seleção Brasileira, com histórico de sete jogos, um deles ao lado de Pelé, em partida comemorativa.

PALMEIRAS

Ele esteve vinculado ao Palmeiras durante o biênio 1993-94, sendo que na primeira temporada já participou da conquista do Campeonato Brasileiro, quando o time ganhou do Vitória (BA) por 2 a 0, dia 19 de dezembro, na final, num time que contava, entre outros, com Edílson Capetinha, Edmundo e Evair.

Depois passou pelo Vitória, Paraná Clube, esteve em Portugal no Sporting, e, no retorno outras passagens por Bragantino e Paraná, além de Ituano, Comercial de Ribeirão Preto e XV de Piracicaba

VOLTA AOS 40 ANOS

Quando já havia abandonado o futebol em 1998, quatro anos depois decidiu pela volta aos gramados no Ceilândia, do Distrito Federal, aos 40 anos de idade.

A lamentar na próspera carreira apenas a suspensão por seis meses em 1998, devido ao seu exame antidopagem acusar a substância proibida femproporex.

Hoje, aos 54 anos de idade completados em três de novembro passado, está aposentado do futebol após atuar em comissões técnicas, com registro de experiências como auxiliar-técnico de Bragantino e Atibaia, e comando do sub-20 do Comercial de Ribeirão Preto.