No esconderijo, clubes de Campinas atingem vitórias magrinhas

Tudo que se falar ou citar é mera especulação, porque treinadores ordenam que fechem portões de estádios para que ninguém tenha acesso

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

A quantas anda os clubes de Campinas para a largada do Campeonato Paulista?

Tudo que se falar ou citar é mera especulação, porque treinadores ordenam que fechem portões de estádios para que ninguém tenha acesso.

Seria para evitar espiões, como tentou justificar o treinador Thiago Carpini (foto), do Guarani?

Ou seria despiste da imprensa, para se evitar constatação de que as equipes carecem de muita arrumação?

Seja como for, clubes campineiros só venceram seus jogos-treinos na manhã deste sábado porque a escolha foi por adversários que integram a terceira divisão.

Na vitória por 1 a 0 sobre o Capivariano, o gol pontepretano foi marcado por zagueiro, caso de Wellington Carvalho.

Como estará esse time pontepretano reformulado diante do Santo André?

GUARANI

Se o Guarani até ousou programar jogo-treino com o Bragantino, no primeiro preparativo pós-férias, em empate por 2 a 2, houve cuidado para se escolher adversários de nível técnico inferior, na sequência.

Com jogos-treinos fechados, sem informação de quem filtra os fatos, resta elucubração aos analistas.

A derrota para a Portuguesa por 2 a 1, no Estádio do Canindé, assustou até o bugrino mais otimista, visto que o adversário integra a Série A2 do Paulista.

Neste terceiro jogo-treino, contra o Velo Clube da A3, após vitória magra por 1 a 0, sobraram especulações.

Sacar o centroavante Rafael Costa da equipe principal seria indicativo de que não esteja correspondendo à expectativa?

Tendência de efetivação de Bruno Sávio como atacante de beirada seria justificada por desconexão de dois atacantes centralizados como titulares, casos de Rafael Costa e Júnior Todinho? E o atacante Alemão, a quantas anda?

ALTERNATIVAS

Das experiências feitas na segunda parte do jogo-treino com o Velo Clube, quais aquelas que deram resposta mais favorável ao treinador?

A entrada de Marcelo, volante de contenção, no lugar do meio-campista Giovanny, de postura mais adiantada, seria indicativo de que o atual estágio de preparação recomenda fechar ainda mais a cabeça de área, para se evitar surpresa contra a Inter de Limeira?

Enfim, são interrogações.

Aguardemos.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos