Carioca: Goleiro pede união "entre todos" no Vasco após tropeço na estreia

A torcida presente em São Januário criticou a diretoria e pediu a chegada de reforços

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 19 - A temporada 2020 não começou muito bem para o Vasco da Gama. Na tarde deste domingo, o time estreou no Campeonato Carioca com um empate sem gols diante do Bangu e deixou o gramado do São Januário debaixo de vaias.

Um dos jogadores mais experientes do elenco, o goleiro Fernando Miguel lembrou os problemas enfrentados pelo clube fora das quatro linhas e pediu união entre todos neste momento.

Vasco da Gama não estreou bem no Campeonato Carioca (Foto: Thiago Ribeiro/Vasco)
Vasco da Gama não estreou bem no Campeonato Carioca (Foto: Thiago Ribeiro/Vasco)
"Todo mundo sabe os problemas do clube e precisamos estar todos unidos para continuar crescendo. Essa equipe tem demonstrado empenho desde o ano passado apesar de todos problemas", afirmou Fernando Miguel.

Em uma situação financeira delicada, o Vasco contratou apenas o atacante argentino Germán Cano para 2020 e quase não conseguiu inscrevê-lo. Isso porque o clube está impossibilitado de registrar jogadores por conta de uma dívida com o atacante Jorge Henrique.

AINDA É CEDO
Ao ser questionado sobre a atuação do Vasco da Gama diante do Bangu, Fernando Henrique lembrou que o elenco sofreu várias mudanças em relação ao ano passado. O técnico, inclusive, é outro. Abel Braga substituiu Vanderlei Luxemburgo, que foi para o Palmeiras.

"É a primeira apresentação depois de dez dias de trabalho. É tudo muito novo. Houve mudanças significativas e precisamos respeitar o processo", disse o goleiro.

Integrante do Grupo B da Taça Guanabara, o Vasco volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Flamengo, no Maracanã.