Com goleiro da Ponte Preta, Telê convocava Seleção Brasileira pela primeira vez

Ex-técnico do Palmeiras assumiu o lugar de Claudio Coutinho e chamou lista para testes

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 30 - Futebol arte, plasticidade e ousadia são algumas das principais características que a Seleção Brasileira ganhou ao longo dos anos no futebol mundial. Um dos esquadrões brasileiros que mais marcou época foi o da Copa do Mundo de 1982, comandado por Telê Santana, que apesar de não ter levado o caneco, até hoje é lembrado pela qualidade técnica.

Mas você se lembra da primeira convocação do “Mestre Telê”? Oficializado no dia 12 de fevereiro de 1980 pela CBF, Telê Santana assumiu a Seleção Brasileira para ocupar o lugar de Claudi Coutinho. O novo técnico chegou credenciado após grande trabalho no Palmeiras, apesar de não ter conquistado títulos pelo time de Palestra Itália.

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF
A PRIMEIRA LISTA
A primeira convocação de Telê Santana aconteceu em 30 de março de 1980. Na oportunidade, o ex-comandante palmeirense teve a oportunidade de chamar 34 atletas , sendo 17 para o time principal e 17 para a seleção de novos, como era denominado na época, para um período de testes de olho em amistosos preparatórios.

Carlos, goleiro da Ponte Preta
Carlos, goleiro da Ponte Preta
Da lista principal, Telê Santana convocou cinco atletas que desfilavam pelos clubes paulistas como Amaral e Sócrates, do Corinthians, Carlos, da Ponte Preta, Pedrinho, do Palmeiras e Zé Sérgio, do São Paulo. Além deles, nomes de destaque do futebol nacional estiveram na lista, com destaque para Júnior, Zico e Reinaldo.

O primeiro amistoso sob o comando de Telê Santana aconteceu somente em 8 de junho de 1980, quando o Brasil venceu o México, com gols de Zé Sérgio e Serginho.

Convocação:
Goleiros:
Carlos (Ponte Preta) e Raul (Flamengo);

Defensores: Nelinho (Cruzeiro), Amaral (Corinthians), Luisinho (Atlético-MG), Júnior (Flamengo), Pedrinho (Palmeiras) e Rondinelli (Flamengo);

Meio-campista: Batista (Internacional), Falcão (Internacional), Zico (Flamengo), Toninho Cerezo (Atlético-MG) e Sócrates (Corinthians);

Atacantes: Tarciso (Grêmio), Reinaldo (Atlético-MG), Joaõzinho (Cruzeiro) e Zé Sérgio (São Paulo).