Títulos, estrutura e fortalecimento da marca: a 'Era Frota' no Sampaio Corrêa

Bolívia Querida completou 97 anos de fundação no último dia 25 de março

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 27 (AFI) - O último dia 25 de março foi de saudações para o Sampaio Corrêa, que celebrou 97 anos de lutas e conquistas.

Uma instituição que fincou raízes no Maranhão e ampliou horizontes pelo país com sua história de glórias.

Parte contribuinte fundamental nesses 13 anos dessa trajetória, a gestão do presidente Sérgio Frota, cujo início foi no já longínquo abril de 2007, ajudou a incrementar a sala de troféus do clube com 13 títulos. Entre eles, um Campeonato Brasileiro, invicto, uma Copa do Nordeste e cinco estaduais.

MELHORIAS

Em questões estruturais, os avanços são nítidos a olhos que testemunharam uma sede deteriorada e, hoje, pode contemplar o CT revitalizado, asfaltado e com estrutura adequada para os trabalhos do cotidiano.

Sérgio Frota é o presidente mais vitorioso do Sampaio
Sérgio Frota é o presidente mais vitorioso do Sampaio

A saúde financeira do clube também é um fator a ser destacado durante a administração atual, com a diminuição do passivo de R$ 17,5 milhões para R$ 6,5 milhões, além se terem sido equacionadas as principais dívidas com a União; FGTS, INSS, Dívida Ativa da União e Tributos Federais.

Em 2007, o Sampaio não estava disputando nenhuma divisão do futebol nacional, ocupava apenas a 78ª posição no Ranking Nacional de Clubes e, hoje, é o 35º colocado.

"A caminhada tem sido árdua, cheia de obstáculos e empecilhos, mas feita com passos firmes e decididos, próprios daqueles que lutam por uma causa justa e pelo maior dos motivos que conheço: a paixão. Nada foi fácil, nem será no futuro, muito em função da realidade precária do Maranhão, mas seguimos fazendo a nossa parte deixar um legado vitorioso ao clube", destacou o presidente Sergio Frota.

Por fim, Frota deixa uma mensagem de otimismo a todos nesses 97 anos da Bolívia Querida e agradece a todos que contribuíram, de uma forma ou de outra, pela consolidação do clube no cenário nacional.

"Muito ainda há por fazer. O momento do ser humano hoje, no mundo todo, é de reflexão, e só quero desejar os parabéns a cada torcedor, principalmente os mais humildes, que ajudaram o Tricolor de São Pantaleão a ser um dos maiores clubes de futebol do nosso Brasil. Que Deus abençoe a Bolívia Querida e a todos nós", ressaltou.

VEJA AS FOTOS DO ANTES E DEPOIS: