Paulista A2: Conpresp adia avaliação do tombamento do Canindé para janeiro de 2020

Torcedores se juntaram para pedir o tombamento do Canindé para evitar que o clube perdesse o terreno em algum leilão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - O pedido de tombamento do estádio do Canindé, que seria avaliado nesta segunda-feira pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (Conpresp), foi adiado para o dia 27 de janeiro de 2020. A decisão foi tomada pelo relator do processo, Marcelo Manhães, que explicou que o parecer não ficou pronto.

ESPERANÇA
Foto: Reprodução / NetLusa
Foto: Reprodução / NetLusa

O pedido foi feito em março deste ano por torcedores com a ajuda do deputado estadual Campos Machado (PTB).

Foram recolhidas mais de 5 mil assinaturas e documentos sobre o estádio inaugurado em 1972.

A esperança é que o complexo Oswaldo Teixeira Duarte, formado pelo estádio do Canindé e o clube social da Portuguesa, torne-se patrimônio cultural da cidade de São Paulo. O salão nobre, por exemplo, foi projetado por João Batista Vilanova Artigas, um dos principais nomes da arquitetura paulista, em colaboração com Carlos Cascaldi, sócio de Artigas.

TOMBAMENTO

Torcedores se juntaram para pedir o tombamento do Canindé para evitar que o clube perdesse o terreno em algum leilão. Com cerca de R$ 350 milhões em dívidas e aproximadamente 500 processos na Justiça, a Portuguesa tem enfrentado diversos leilões. O próximo deve acontecer em janeiro do ano que vem. Até o momento não houve nenhum lance para arrematar o complexo.

A Portuguesa tem 45% do terreno e o restante é cedido pela Prefeitura de São Paulo até o fim de 2092. O clube tem sobrevivido graças ao aluguel do estádio para eventos. O último compromisso do time em seu campo ocorreu em agosto deste ano.

OUTRO PEDIDO RECUSADO

O Canindé já teve outro pedido de tombamento recusado. Em 2016, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) recebeu os documentos, mas não analisou o pedido por julgar não ser de sua competência. Com isso, torcedores realizaram a solicitação no Conpresp.

Mercado da Bola
Portuguesa-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Dida, Rafael Pascoal, Enzo, Murilo Prates;

  • Laterais

    Hudson, Igor, Gustavo Gomes, Léo Pereira, Vinicius Pedalada e Vinicius Silva;

  • Zagueiros

    Léo Fioravanti, Gustavo Japa, Patrick, Guilherme Garutti, Gegê, Motta, Cesinha, João Lucas, Bruno Maia;

  • Meias

    Gerley, Matheus Marques, Roger Gaúcho, Bruno Mota e Adilson Bahia, Jonatas Paulista, Léo Guanaes, Rafael Toledo, Kaio Henrique e Caique;

  • Atacantes

    Matheusão, João Gurgel, Rodrigo Vilares, Davi Inácio, Luiz Thiago, Matheus Bike, Naná, Félix, Maicone, Jorge Eduardo e Lúcio Flávio;

  • Técnico

    Moacir Júnior.