Paulistão, Olimpíadas, quarentena e Ponte Preta: Ivan fala sobre pausa no futebol

Com treinamentos em casa, goleiro se aloja em Piracicaba, junto com a família

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - Ivan é um entre milhares de jogadores em todo o mundo impossibilitados de ir a campo em virtude da pandemia do coronavírus.

O goleiro da Ponte Preta, em isolamento social na cidade de Piracicaba, onde os pais residem, assim como muitos, tem realizado treinamentos home office e tentando manter a forma física.

Em entrevista à Rádio Central de Campinas, o camisa 1 abordou diversos temas: desempenho no Campeonato Paulista, adiamento dos Jogos Olímpicos para 2021, volta das atividades, derrota no dérbi, quarentena, entre outros.

QUARENTENA

"Estou em Piracicaba na casa dos meus pais neste momento. Estou seguindo direito a quarentena. Neste momento, não tem muito o que fazer, né. Fico mais em casa mesmo e só sai em algum tipo de urgência"

"A minha rotina tem sido acordar um pouquinho mais tarde e já fazer algum tipo de atividade, já adaptando aqui em casa. Depois, faço mais um pouco de atividade, jogo videogame, enfim. No máximo, dar uma volta de bike ao ar livre. Está sendo isso praticamente todos os dias"

Ivan fez um balanço da atual temporada - Álvaro Júnior / AA Ponte Preta
Ivan fez um balanço da atual temporada
QUANDO VOLTA?

"A gente não sabe exatamente quando vai ser a nossa volta e quando os campeonatos vão retornar, enfim. A princípio, o que a gente tem que fazer é o que o pessoal da Ponte... os preparadores físicos passam uma cartilha de treino, o nutricionista mostram o que precisamos seguir na questão da alimentação"

"Há também o preparador de goleiros da Ponte, o Betão, sempre fala para termos pelo menos contato com a bola. É isso o que eu venho tentado fazer. Eu bolo alguns treinos aqui. Há o meu irmão, que também futebol, e peço para ele estar dando uns treinos para mim. O momento é de improvisação mesmo e é o que a gente pode estar fazendo, né. Não tem outra coisa. Então nós estamos improvisando"

OLIMPÍADAS

"Falando sobre Olimpíadas, com certeza é questão de bom senso ter adiado. Em primeiro lugar, vem a vida, vem a saúde e vem o bem estar de todos. É claro que a gente fica triste, porque é o maior evento esportivo do mundo e, infelizmente, teve de adiar. O mais importante é que ainda vai ter. É claro que fico um pouco frustrado, sim, pela situação. Sei que há o limite de idade, fiz parte do grupo neste tempo todo, desde o ano passado. Há convocações desde 2018, enfim"

"Espero também que também tenha bom senso das partes dos Comitês Olímpicos para que possa ter uma adequação na questão da regra e que o limite seja para 24 anos. São coisas extracampo. Nós não temos controle, mas infelizmente acabou acontecendo esse vírus. Eu espero que isso possa voltar ao normal o mais rápido e possa ao normal. Que dê tudo certo pra gente estar participando das Olimpíadas no ano que vem"

DÉRBI

"Primeiro, do meu lado, eu gostaria muito que fosse um dérbi com público, né. É claro que estávamos jogando na casa do Guarani e sabíamos que, talvez, isso iria beneficiar o Guarani. Da minha forma, eu gosto de jogar com público. Essa é a essência do futebol e tem de ter público, sim"

"Eu acho que tinha, sim, um pouco de receio, mas isso não atrapalhou em nada o nosso rendimento dentro de campo. A gente sabe que, quando entra ali para jogar, ainda mais em um clássico... nós sabíamos da rivalidade e do histórico, enfim. Nós queríamos muito ter ganhado, mas infelizmente não aconteceu. Sabemos que um clássico é totalmente difícil, tem o histórico de equilíbrio nesta situação. Ainda vai ter mais jogos com o Guarani. Esperamos dar a volta por cima também"

PAULISTÃO

"Sei que a gente vem em momento de irregularidade. Eu espero que a gente se entrose de maneira para reverter a situação, porque o torcedor da Ponte não merece isso e estar passando pelo o que a gente vem passando nesses últimos tempos. No Campeonato Paulista, restam dois jogos"

"A gente não sabe o que vai ser, se vai terminar ou não. Nós temos de ter na cabeça que precisamos melhorar. Que este tempo em que estamos fora sirva de reflexão para mim e para todos do elenco. Que possamos voltar melhores do que paramos"