Dérbi 194: Para técnico Jorginho, a Ponte Preta venceu e convenceu

“Nós jogamos para vencer e já na oração, nos vestiários, seu senti nos olhos dos meus jogadores que a gente venceria mesmo"

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) – O técnico Jorginho Campos, da Ponte Preta, não teve dúvidas em garantir que a Ponte Preta mereceu vencer do rival Guarani, por 1 a 0, neste domingo cedo, no Majestoso pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

“Nós jogamos para vencer e já na oração, nos vestiários, seu senti nos olhos dos meus jogadores que a gente venceria mesmo. Em campo, deu tudo como a gente previa” – apontou o pontepretano.

Ele continuou:
“Nosso time venceu e convenceu. Vencemos e deixamos nosso adversário na zona de rebaixamento” – concluiu.

Jorginho: 'deixamos adversário na degola'
Jorginho: 'deixamos adversário na degola'

Pouco afeito a elogiar individualmente os jogadores, desta vez, o técnico abriu exceção e citou dois deles.

“O Marquinhos para mim foi o melhor em campo, não só pelo passe do gol, mas porque ele é um jogador muito importante taticamente. Um cara que vê o lance antes dele acontecer.

E o Matheus Vargas, que além do gol, mostrou que é muito importante para nossa equipe”.

LIDERANÇA DE ROGER
O técnico também citou a importância do elenco contar com um jogador como Roger, que foi formado no clube, é torcedor da Macaca e que passa tudo isso para os companheiros na condição e ídolo e capitão do time.

“Ele contagia, passa a emoção e contagia a todos. Ele é ídolo da torcida e um cara vencedor, então passa a ser um exemplo e até admirado pelos companheiros” – enfatizou Jorginho.

TORCIDA DEU SHOW
O técnico aproveitou também para elogiar o apoio incondicional da torcida “que deu um verdadeiro show, sempre nos apoiando e empurrando o time. Seria importante que tivéssemos 16 mil torcedores em todos os jogos, porque isso faz uma grande diferença”.

O técnico, porém, manteve o foco no objetivo principal do clube que é o acesso para a Série A em 2020:

“Queremos chegar em novembro com este objetivo. Por isso, precisamos manter o foco, inclusive, nos últimos quatro jogos que faltam para o término d primeiro turno. Precisamos pontuar e nos manter entre os primeiros colocados.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS DO DÉRBI 194 !

PODERIA CAIR
Esta foi a segunda vitória de Jorginho em dois dérbis disputados. No Paulistão venceu em casa por 3 a 0. Mas ele poderia te ser demitido, caso perdesse. Afinal o time não vencia há cinco jogos, e antes o empate com o São Bento, na última rodada, sofreu três derrotas seguidas – Bragantino, Vitória e América-MG.

“Eu sei que isso poderia acontecer, porque infelizmente é assim que a gente vive no futebol brasileiro. Sei que aqui dentro o Gustavo Bueno e o Felipe Moreira estiveram sempre do meu lado, porque eles acompanham o trabalho do dia-a-dia.

Mas, é natural que algum diretor possa nos ter criticado. Mas todos os times passam ou vão passar por altos e baixos, isso aconteceu até com o líder Bragantino. Sei que estamos fazendo um bom trabalho e uma boa gestão do grupo” – finalizou.

TROCAS FORÇADAS
Jorginho ainda citou como inédito na carreira o fato de ter perdido três jogadores machucados.

"Nunca tinha acontecido comigo, mas sempre tem a primeira vez. Mas quem entrou deu conta do recado. Infelizmente tivemos que abrir mão de alguma mexida tática, mas o importante foi mesmo a vitória" - explicou.

O técnico ficou sem o lateral-esquerdo Guedes, substituído por Trevisan, sem o volante Edson, trocado por Washignton. Depois colocou Airton no lugar de Renan Fonseca.