Dirigente revela proposta para que não haja rebaixamento no Paulistão

O presidente do Conselho Deliberativo da Botafogo S/A, Adalberto Baptista, acredita que ninguém será rebaixado

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 03 (AFI) - O Campeonato Paulista de 2020 corre o risco de não ter rebaixados. Essa possibilidade deve ser discutida na próxima videoconferência entre os representantes dos 16 clubes e membros da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Na última videoconferência, realizada no início de maio, essa ideia foi dada pelo presidente do Santos, José Carlos Peres, mas a FPF não abriu para votação. Alguns clubes, porém, estariam se mexendo nesse sentido.

Ponte Preta e Botafogo são os últimos colocados do Paulistão
Ponte Preta e Botafogo são os últimos colocados do Paulistão
"Eu pessoalmente creio que não vá ter rebaixamento. Alguns presidentes estão solicitando para que não haja esse tipo de prejuízo para os clubes.

O presidente do Santos no último Conselho Arbitral propôs isso, mas a ideia ainda não foi votada"
, revelou o presidente do Conselho Deliberativo da Botafogo S/A, Adalberto Baptista, em entrevista à Rede Fé, de Ribeirão Preto.

Um dos pontos do Projeto de Lei 2125/2020, que deve ir para votação na Câmara dos Deputados nos próximos dias, autoriza a mudança nos regulamentos de campeonatos que já foram iniciados.

COMO ESTÁ O PAULISTÃO

O Botafogo é, inclusive, um dos principais interessados nessa questão. Dono da segunda pior campanha na classificação geral, o Tricolor de Ribeirão Preto estaria sendo rebaixado para a Série A2 do Paulista ao lado da Ponte Preta.

Botafogo e Ponte Preta têm oito e sete pontos, respectivamente. Os outros ameaçados são: Água Santa (10), Oeste (10), Ituano (10), Ferroviária (11), Corinthians (11) e Inter de Limeira (11).