Paraibano: Presidente do Sousa afirma que foi procurado para manipular resultado

Dinossauro ocupa a segunda colocação do Grupo B, com três pontos após duas rodadas da primeira fase

por Agência Futebol Interior

João Pessoa, PB, 29 (AFI) - A temporada de 2020 do futebol nacional nem bem começou, mas a primeira grande polêmica já apareceu. O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, afirmou que foi procurado para manipular um resultado do Campeonato Paraibano.

O cartola afirmou que foi procurado no hotel onde estava hospedado horas antes de o Dinossauro encarar o Sport Lagoa Seca, na última segunda-feira, 27, no estádio Amigão, em Campina Grande.

Segundo ele, seus comandados deveria vencer por 3 a 0 - no final das contas, conquistaram o triunfo pelo placar mínimo e subiram para a segunda colocação do Grupo B, com três pontos, três abaixo do Campinense, e três acima de Nacional, CSP e São Paulo Crystal.

Dois áudios circulam nas redes sociais e confirmariam a versão do mandatário. Os arquivos, porém, acusam Abrantes de participar anteriormente de falcatruas do tipo.

"A gente ia trabalhar nesse jogo bem direitinho. Ele ia botar um dinheiro na banca. Ele me procurou e tinha muita gente interessada. Mas o Aldeone Abrantes, querendo dar uma de honestão... um cara que mais fez falcatrua na história do nosso futebol, tá pagando de certinho, cuspindo no prato que comeu”, diz o primeiro.

"Deu errado, viu? O placar da partida era para ser 3 a 0 para o Sousa. Tava tudo planejado. Procuramos o Aldeone e ele não aceitou a nossa proposta. Ia sair R$ 20 mil para o Sousa. Eles iam vencer por 3 a 0. Várias e várias foi ele quem nos propôs esquema no futebol paraibano. Aí agora vem dar uma de bonzinho", finaliza o segundo.

A Federação Paraibana de Futebol (FPF-PB) se manifestou em nota sobre o caso, afirmando que "as denúncias narradas são gravíssimas" e pede que "sejam adotadas todas as providências cabíveis para a apuração rigorosa dos fatos e que sejam punidos exemplarmente todos os responsáveis".

CONFIRA AS NOTAS DA FPF-PB

REGULAMENTO
O Campeonato Paraibano manteve o mesmo formato da última temporada. Na primeira fase, os dez clubes participantes foram divididos em dois grupos de cinco, mas enfrentam apenas adversários da outra chaves.

Aldeone Abrantes — Foto: Raniery Soares / FPF-PB
Aldeone Abrantes — Foto: Raniery Soares / FPF-PB

Assim, após dez rodadas, enquanto o lanterna de cada grupo será rebaixado, os dois melhores de cada chave avançam às semifinais. No mata-mata, a equipe de melhor campanha recebe a segunda partida.

No entanto, empate no placar agregado após 180 minutos levará a disputa para as penalidades máximas. O Estadual da Paraíba oferece uma vaga à Copa do Nordeste e duas à Copa do Brasil e ao Campeonato Brasileiro da Série D, todas para a temporada de 2021.