Palmeiras visita o Bahia e tenta colocar pressão no líder Flamengo

A diferença par ao líder é de onze pontos, mas como tem um jogo a menos, o Palmeiras pode diminuir para oito

por Agência Estado

São Paulo, SP, 17 (AFI) - O Palmeiras tem menos de 1% de chance de conquistar o título do Campeonato Brasileiro, de acordo com os matemáticos, mas ainda pode colocar pressão no líder Flamengo. Neste domingo, às 16 horas, a equipe paulista visita o Bahia, na Fonte Nova, no mesmo horário em que o time carioca encara o Grêmio em Porto Alegre.

A diferença do Palmeiras para o Flamengo é de 11 pontos, mas os cariocas têm um jogo a mais (o empate no clássico contra o Vasco, em duelo adiantado da 34.ª rodada). O discurso no time paulista tem sido de não jogar a toalha na briga pelo título. "Sabemos que está muito difícil pelos jogos que o nosso adversário vem fazendo, mas, enquanto tivermos chances, não podemos desistir", disse o atacante Dudu.

Para enfrentar o Bahia, o técnico Mano Menezes tem dúvida no ataque. Luiz Adriano, embora ainda não totalmente recuperado de problema na coxa direita, pode reforçar a equipe após ter sido desfalque no clássico contra o Corinthians. Se ele não ficar à disposição, Deyverson deve seguir como titular.

Na zaga, Gustavo Gómez é desfalque por estar com a seleção paraguaia e será substituído por Luan. No último treino aberto à imprensa, na quinta-feira, Mano chegou a testar Ramires na vaga de Felipe Melo. No entanto, a tendência é de que o experiente volante seja escolhido para começar a partida.

O Palmeiras ostenta um bom retrospecto contra o Bahia. A última derrota alviverde aconteceu há mais de sete anos, em julho de 2012, quando os baianos ganharam por 2 a 0 na Arena Barueri. De lá para cá, as equipes se enfrentaram dez vezes, com cinco vitórias do Palmeiras e cinco empates.

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
Palmeiras-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Weverton, Fernando Prass e Jailson

  • Laterais

    Marcos Rocha, Mayke, Diogo Barbosa

  • Zagueiros

    Luan, Gustavo Gomez e Vitor Hugo

  • Volantes

    Felipe Melo e Bruno Henrique

  • Meias

    Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Zé Rafael

  • Atacantes

    Dudu, Deyverson, Borja, Carlos Eduardo e Henrique Ceifador

  • Técnico

    Mano Menezes