Laís Souza mostra incentivo aos afetados pelo coronavírus: 'Pinte novos sonhos'

A ex-ginasta afirmou que, neste momento, é difícil ver cores, assim como, para ela, foi difícil enxergá-las após o acidente

por Agência Estado

Campinas, SP, 25 - Laís Souza, que teve a vida completamente transformada após um grave acidente que a deixou tetraplégica em 2014, segue a sua reabilitação pouco a pouco. Na terça-feira, a ex-ginasta olímpica publicou uma foto, em sua conta no Instagram, onde pinta um pequeno quadro, utilizando os pincéis com a boca, já que os movimentos de seu pescoço para baixo foram comprometidos, e manda uma mensagem para as pessoas que lutam contra o novo coronavírus.

A ex-ginasta quis passar uma mensagem às pessoas que, em meio à pandemia do covid-19, perderam seus empregos ou estão prestes a perder. Laís Souza afirmou que, neste momento, é difícil ver cores, assim como, para ela, foi difícil enxergá-las após o acidente, mas que há esperança.

Laís Souza mostra incentivo aos afetados pelo coronavírus: 'Pinte novos sonhos'
Laís Souza mostra incentivo aos afetados pelo coronavírus: 'Pinte novos sonhos'
"O amor a mim mesma e ao próximo me fazem descobrir ‘toda a beleza que há nas cores’. Leia artigos na internet sobre assuntos que lhe interessa, veja documentários que lhe acrescentem, assista shows antigos, cozinhe com muito carinho, tome uma banho demorado, corte as unhas, leia o livro esquecido, escreva mensagens de amor aos que lhe rodeiam, pinte novos sonhos", escreveu Laís Souza.

SEMPRE TENTANDO AJUDAR
Não é a primeira vez que a ex-atleta faz uma publicação motivacional. Em outubro de 2019, publicou uma foto em pé, o que, no início de seu tratamento, era considerado impossível. São tempos difíceis, mas a ex-ginasta segue inspirando, colorindo o cinza e mostrando que há esperança, apesar das adversidades.

Laís Souza disputou os Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e Pequim (2008). Ela só não esteve em Londres (2012) por causa de uma lesão. Por infortúnio, a ex-atleta ficou tetraplégica em 2014, quando sofreu um acidente de esqui nos Estados Unidos. Na ocasião, ela treinava para competir nos Jogos de Inverno de Sochi, na Rússia, mas o acidente, dias antes da competição, mudou a vida da brasileira.