Matheus Costa fala em assumir responsabilidade no Operário e semear conquistas

Operário vem de derrota para o Cruzeiro, por 1 a 0, e aparece no 11º lugar com 22 pontos

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 22 (AFI) - Matheus Costa, ao contrário de muitos técnicos, bateu no peito e resolveu encarar o "bicho" de frente. Nem bem chegou, nem bem treinou e o técnico irá para o jogo do Operário contra a líder Chapecoense nesta sexta-feira, às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Seria cômodo só acompanhar este jogo, mas quis trabalhar e já vou estar com a equipe e assumir essa responsabilidade, em talvez em um dos jogos mais difíceis", disse o ex-treinador do Paysandu em sua apresentação.

O Operário vem de derrota para o Cruzeiro, por 1 a 0, e aparece no 11º lugar com 22 pontos.

"Sei das minhas responsabilidades em termos de conquista e os torcedores podem ter certeza que trabalho não vai faltar para atingirmos os nossos objetivos. Estou muito feliz e com uma energia gigantesca para trabalharmos dia a dia, rodada a rodada, e ir semeando conquistas jogo a jogo", comentou.

Estreia confirmada contra a líder. (Foto: José Tramontin / Operário)
Estreia confirmada contra a líder. (Foto: José Tramontin / Operário)
E O TIME?

Sem muito tempo para trabalhar, Matheus Costa deve mexer o mínimo possível no time. O lateral-esquerdo Julinho (fratura de cotovelo), o lateral-direito Alex Silva (lesão muscular no adutor esquerdo) e o zagueiro Reniê, os volantes Fabio, Jimenez e Mazinho, os meias Cristhian Aguada, Rafael Chorão e Tomas Bastos e o atacante Schumache (todos com Covid-19) seguem fora.

O meio-campista Pedro Ken, livre de suspensão, e o meia Clayton, recuperado de virose, serão reforços para Matheus Costa. Clayton poderá entrar na vaga de Marcelo. No ataque, há a dúvida entre Jefinho e Diego Cardoso.

"Em um treino, a minha ideia é mexer o menos possível na equipe. Não vou querer em um treino modificar e alterar alguma situação de estratégia e de atletas. Tenho que ser muito inteligente nesse momento. Uma coisa é conhecer os atletas como adversário e em jogos, outra é conhecer no dia a dia", finalizou Matheus Costa.