Após queda na Série A3, Noroeste confirma saída de comissão técnica

O clube passará por reformulação antes da estreia na Copa Paulista

por Agência Futebol Interior

Bauru, SP, 23 (AFI) - O Noroeste não renovou contratos e encerrou o ciclo do técnico Betão Alcântara e de toda a comissão técnica na tarde desta segunda-feira. Desta forma, o treinador que comandou o time durante um ano não segue em Bauru.

Betão Alcântara e os demais membros da comissão técnica da Série A3 tinham contrato vigente com o Noroeste até o término da competição. O presidente Estevan Pegoraro decidiu não renovar os contratos dos cargos considerados de confiança porque entende que não pode encerrar seu mandato, deixando compromissos pendentes para a próxima gestão.

De acordo com o Estatuto Social do clube, o mandato de Pegoraro expira dia 14 de julho, podendo a atual diretoria ser reeleita para um novo mandato de três anos.

MUDANÇA NA PRESIDÊNCIA
Após dolorida eliminação no estadual, o presidente noroestino deixou claro que pode entregar o cargo, caso um interessado queira assumir a gestão do clube.

"Não vamos deixar herança para uma eventual gestão futura. O estatuto está equivocado ao encerrar o mandato no meio de uma competição. Assumimos o Noroeste em 2016, em completa inatividade, o que dificultou muito o planejamento. Optamos, assim, por confirmar a presença na Copa Paulista em 2019, até porque havia data limite para isso. Consideramos essencial que o clube esteja em atividade profissional no segundo semestre, mas se o eventual novo gestor quiser cancelar a participação do time na Copinha, cabe a ele comunicar a Federação", disse

A atual diretoria aguarda que apareçam interessados em assumir a gestão e, desde que reúnam condições para isso, será acionado o Conselho do clube para eventual antecipação das eleições, prevista para 14 de julho.

Para a gestão desta diretoria, o cenário atual é insustentável. "Todos os parceiros que poderiam ajudar o Noroeste se desinteressaram pelo fato de o clube ser uma associação civil e não um clube empresa", ressalta Pegoraro. Ele cita ainda que a transformação do clube em empresa depende de vontade política, especialmente por parte da prefeitura, pois isso só será possível após zeradas as pendências existentes.

Betão Alcântara não é mais técnico do Noroeste - Bruno Freitas/Noroeste
Betão Alcântara não é mais técnico do Noroeste
BETÃO ALCÂNTARA
Betão Alcântara se despediu do grupo e da diretoria nesta segunda-feira, enaltecendo o Noroeste, a cidade de Bauru, a torcida e em especial o trabalho da diretoria, que deu todas as condições de trabalho durante o período em que ele esteve no comando do time.

O preparador físico Rogério Neves e o treinado de goleiros Marcelo Davalos, trazidos ao clube por Betão no ano passado, também já não estão em Bauru.

O auxiliar Evandro Bira, assim como os demais profissionais, também tiveram seus contratos encerrados após o campeonato. O próprio Deda, gerente de futebol do clube, também aguarda definição de seu futuro no Noroeste. Acontece o mesmo com departamento médico, administrativo e comunicação.

TERMINA A ERA
O treinador foi apresentado pelo Noroeste em 9 de maio de 2018, após campanha campeã da Série A3 daquele ano com o Atibaia. O objetivo do Norusca e do técnico, apesar de Betão Alcântara iniciar o trabalho na Copa Paulista, era o Acesso do Alvirrubro no Paulista A3 de 2019, objetivo não alcançado pelo Norusca.

Em um ano, Betão comandou o Noroeste em 29 jogos (sendo em um deles suspenso, no empate com o Rio Preto, no qual o auxiliar Evandro Bira ficou na beira do campo), dos quais conquistou 9 vitórias, 12 empates e 8 derrotas. O aproveitamento foi de 44,8%. Foram 28 gols marcados e 30 gols sofridos.

Na Copa Paulista, não conseguiu classificação à segunda fase, ficando de fora após resultados da última rodada. Já na Série A3, levou o time até as quartas de final, com a quarta colocação na primeira fase. Betão conquistou ainda neste Campeonato Paulista uma invencibilidade de 14 jogos, a maior marca já alcançada pelo Noroeste em sua história.