Ex-Guarani, Carpini acerta com time do Paulistão para 2021

Faltam apenas detalhes burocráticos para que a Internacional de Limeira oficializa a sua contratação

por Agência Futebol Interior

Limeira, SP, 26 (AFI) - Thiago Carpini vai ser mesmo o treinador da Internacional de Limeira no Campeonato Paulista de 2021. O martelo foi batido nesta quinta-feira, um dia após a eliminação na Copa Paulista.

Outros nomes chegaram a ser especulados nos últimos dias, como o do próprio Elano, que deixou recentemente o Figueirense e comandou a Inter no Paulistão deste ano, mas Thiago Carpini sempre foi tratado como primeira opção.

A comissão técnica de Carpini não será a mesma dos trabalhos no Guarani e no Oeste. A exceção é o analista de desempenho Estéphano Djian. O treinador chega acompanhado do auxiliar-técnico Felipe Moreira, ex-Ponte Preta, e do preparador físico Caio Gilli, que vinha trabalhando com Eduardo Baptista até a saída do CSA.

Thiago Carpini será o treinador da Inter no Paulistão de 2021 (Foto: Divulgação/Inter de Limeira)
Thiago Carpini será o treinador da Inter no Paulistão de 2021 (Foto: Divulgação/Inter de Limeira)

Agora, Thiago Carpini já começa a trabalhar pensando na montagem do elenco para a disputa do Paulistão. O experiente atacante Roger, ex-Ponte Preta e atualmente sem clube, é um dos nomes especulados.

MAIS SOBRE ELE
Ex-jogador de Ponte Preta, Atlético-MG, Bahia e Guarani, entre outros, Thiago Carpini encerrou a carreira em 2017 e no ano seguinte já estava trabalhando como auxiliar-técnico do Botafogo-PB, onde ficou até 2019, quando foi para o Bugre.

Auxiliar-técnico fixo do clube, Carpini recebeu uma oportunidade após a saída de Roberto Fonseca e acabou permanecendo depois de manter o Guarani na Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado. A boa campanha fez a diretoria efetivá-lo no cargo para 2020.

A trajetória de Thiago Carpini chegou ao fim no dia 29 de agosto, depois de um início ruim do time na Série B do Brasileiro. Ao todo, o treinador comandou o Guarani em 42 jogos, com 15 vitórias, nove empates e 18 derrotas.

Depois do Bugre, Carpini acabou aceitando o desafio de comandar o Oeste, mas sua passagem durou menos de um mês. Foram três derrotas e um empate.