Ranking da CBF confirma Guarani fora da Copa do Brasil pela quinta vez em seis anos

Sem vaga via Campeonato Paulista ou Série B, Bugre ocupa o 42º lugar com 3.477 pontos

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 10 (AFI) - A Copa do Brasil ficará na saudade do Guarani em 2020 após a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgar o Ranking Nacional de Clubes.

De acordo com a publicação, o Bugre subiu duas posições em um ano, mas não o suficiente para garantir vaga no pelotão de classificação: ocupa o 42º lugar com 3.477 pontos.

Via ranking, dez clubes carimbaram passaporte ao mata-mata mais rentável do país: Botafogo (14º), Vitória (17º), Paraná (26º), Figueirense (27º), Paysandu (28º), Juventude (29º), Santa Cruz (34º), Criciúma (36º), Oeste (38º) e Brasil de Pelotas (39º).

Guarani está fora da Copa do Brasil de 2020 - Letícia Martins / Guarani FC
Guarani está fora da Copa do Brasil de 2020

Em números práticos, time de Campinas teve 367 pontos de desvantagem em relação ao Brasil de Pelotas, último classificado por este mecanismo.

ALTERNATIVAS

A participação na Série B de 2020 e bom desempenho no Campeonato Paulista podem ajudar o Guarani a disputar a Copa do Brasil em 2021, haja vista o ranking considerar as cinco últimas temporadas - neste caso, a conta ainda inclui as participações na Série C de 2015 e 2016, o que impacta em menor pontuação.

Em termos financeiros, a ausência impossibilita lucro de cerca de R$ 550 mil apenas por jogar a 1ª fase - se avançasse em jogo único, o valor ultrapassaria R$ 1,2 milhão.

Na atual temporada, o Guarani, ainda sob comando de Osmar Loss foi eliminado pelo modesto Avenida, por 1 a 0, em Santa Cruz do Sul, logo na primeira partida - o orçamento de 2019 previa arrecadação superior a R$ 1 milhão no torneio, mas clube paulista embolsou menos a metade.

Mercado da Bola
Guarani-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Carlão, Jefferson Paulino, Lucas Cardoso e Matheus Cavichioli

  • Laterais

    Bidu, Bruno Souza, Cristovam e Thallyson

  • Zagueiros

    Bruno Lima, Bruno Silva, Leandro Almeida, Pedro Moraes e Romércio

  • Volantes

    Deivid, Eduardo Person, Igor Henrique, Lucas Abreu, Marcelo, Pedro Acorsi e Ricardinho

  • Meias

    Bady, Giovanny e Mateusinho

  • Atacantes

    Alemão, Bruno Sávio, Júnior Todinho, Pablo, Rafael Costa, Renanzinho e Wermeson

  • Técnico

    Thiago Carpini