Série B: Fúria Independente exige saída imediata do presidente do Guarani

Palmeron Mendes Filho é apontado pelos torcedores como o principal culpado pela fase ruim do clube dentro e fora de campo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - Principal torcida organizada do Guarani Futebol Clube, a Fúria Independente soltou uma carta aberta nesta segunda-feira exigindo a saída do presidente Palmeron Mendes Filho, cujo mandato vai até abril de 2020. A situaão do cartola, na verdade, é insustentável.

Quem disse isso, de forma categórica, foi Marcos Luis, repórter experiente da Rádio Bandeirantes AM de Campinas no programa esportivo da hora do almoço. Na verdade, Palmeron não teria cumprido um acordo feito na eleição do Conselho Deliberativo. Ele teria fechado um acordo com a Chapa Renova se comprometendo a renunciar à presidência. Não teria cumprido.

NÃO CUMPRIU ACORDO
Este acordo deu a maioria de conselheiros ao grupo de Palmeron - 42 a 40 - e elegeu o presidente Marcelo Galli. Existiam três chapas concorrentes: Nova Jornada, liderada por Palmeron; Renova Guarani, formado por um grupo de jovens e HSG com o ex-presidente Horley Sena na cabeça.

A renúncia de Palmeron, porém, poderia ser mais um facilitador para o Grupo Magnum, que tem tentado de todas as formas descumprir o acordo firmado com o clube para a aquisição do estádio Brinco de Ouro. A Magnum indicaria um novo presidente do Conselho de Administração e ligado a ASA Alumínio, outro empresa que também teria fortes ligações com a Magnum.

PÉSSIMO DESEMPENHO
Na carta, a torcida cita o péssimo desempenho dentro de campo - lanterna da Série B do Brasileiro, eliminação para o modesto Avenida-RS na Copa do Brasil e retrospecto ruim nos dérbis contra a Ponte Preta - e também a "vergonha administração", com novas ações judiciais e aumento da dívida.

Mas Palmeron Mendes Filho não é o único citado na carta aberta. A torcida também fala da influência de Anailson Neves nos bastidores do clube e pede a saída de Fumagalli do departamento de futebol para "não estragar sua história" no Guarani.

Principal torcida organizada do Guarani exige saída imediata do presidente Palmeron Mendes Filho
Principal torcida organizada do Guarani exige saída imediata do presidente Palmeron Mendes Filho

CONFIRA NA ÍNTEGRA A CARTA ABERTA DA FÚRIA INDEPENDENTE

O G.C.E. Torcida Furia Independente, na condição de instituição atuante, independente e preocupada com os interesses do Guarani, vem a público repudiar a atuação nefasta dos atuais dirigentes do Guarani Futebol Clube e requerer o que se segue.

Quando devemos acreditar no Sr. Palmeron Mendes Filho? Quando ele denunciava irregularidades de outras administrações, integrava movimentos pedindo impeachment de presidentes e se mostrava defensor da legalidade ou hoje que ele é alvo inúmeras denúncias, realiza uma administração nefasta e caminha a passos largos para colocar o guarani nos porões do futebol brasileiro?

Sr. Palmeron, você está destruindo um clube centenário, reconheça que você não tem a menor capacidade para administrar o maior clube do interior do Brasil e nos poupe de mais vexames.

É inegável que o Guarani Futebol Clube conta com uma folha de pagamento considerável, se comparado com os anos anteriores, e os resultados falam por si. Ocupamos a última colocação do Campeonato Brasileiro da Série B e acumulamos vergonhosos resultados como, por exemplo, a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil para o inexpressivo Avenida/RS, que posteriormente seria rebaixado no fraco campeonato Gáucho deste ano.

Com a continuidade dessa administração, nós vamos perder até mesmo a vantagem que temos sobre o clube rival desde 1916, tendo em vista que sob o comando dessa péssima gestão já acumulamos três vergonhosas derrotas e um empate contra o outro clube da cidade, o que é inaceitável.

Também é importante destacar que o Sr. Anailson Neves, que é alvo de denúncias e protagonista de péssimos trabalhos, continua exercendo influencias no futebol e em outros setores do Guarani Futebol Clube, o que não se pode admitir, pelas razões já mencionadas.

Por outro lado, embora a torcida bugrina, de forma justa, tenha gratidão por tudo que o Fumagalli fez pelo Guarani como jogador, não podemos deixar de reconhecer a responsabilidade que o mesmo tem a frente do vergonhoso departamento de futebol do clube. Fumagalli, não estrague sua história com o clube, renuncie pelo bem do Guarani.

Não podemos deixar de mencionar, como mais um resultado dessa vergonhosa administração, que já é possível constatar a existência de novas ações judiciais contra o Guarani, o que representa um aumento da dívida do Guarani em um futuro próximo.

Diante de tudo que foi colocado, fica claro que o atual Presidente, Sr. Palmeron Mendes Filho, não reúne as mínimas condições para continuar a frente de seu cargo, razão pela qual exigimos a sua imediata saída.

Por fim, nós temos a certeza de que esses dirigentes incompetentes são passageiros e em breve voltarão a assistir os jogos de seus verdadeiros clubes, mas nós, enquanto estivermos vivos, permaneceremos lutando e sofrendo por esse clube que é a razão de nossa existência.

G.C.E. Torcida Fúria Independente