Entrevista enigmática coloca em dúvida o futuro de Ceni no Fortaleza

O treinador disse que uma das coisas que mais tem medo é "não conseguir me despedir disso aqui com a casa cheia"

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 22 (AFI) - A entrevista de Rogério Ceni após a conquista do título cearense, na última quarta-feira, sobre o Ceará, deixou todo mundo no Fortaleza com uma "pulga atrás da orelha" em relação ao futuro do treinador no clube.

"Lamento muito não comemorar um título com a torcida aqui dentro. Uma das coisas que mais tenho receio e fico com medo é de não conseguir me despedir disso com a casa cheia.

Seria uma tristeza muito grande. Como a gente não sabe como nossa carreira segue, seria a coisa mais triste para mim não conseguir me despedir sem a presença do torcedor"
, disse Ceni à TV Verdes Mares.

Rogério Ceni deixou em dúvida seu futuro no Fortaleza (Foto: Divulgação/Fortaleza)
Rogério Ceni deixou em dúvida seu futuro no Fortaleza (Foto: Divulgação/Fortaleza)
Rogério Ceni tem contrato com o Fortaleza até o fim do Campeonato Brasileiro, que, por conta da pandemia do novo coronavírus, se encerra em fevereiro do ano que vem. O presidente Marcelo Paz tem desejo de prorrogar o vínculo, mas, pelas palavras do treinador, isso dificilmente deve acontecer.

Recentemente, Ceni teve seu nome especulado como possível substituto de Vanderlei Luxemburgo no Palmeiras. Além disso, o nome do treinador é constantemente falado no São Paulo, onde fez história como jogador se tornando o maior ídolo da história tricolor.

NÚMEROS
Rogério Ceni, pouco a pouco, crava seu nome na história do Fortaleza. Em seu quarto título, o segundo seguido pelo Campeonato Cearense, o ex-goleiro do São Paulo se isolou como o segundo técnico como mais jogos pelo Leão do Pici.

Campeão da Copa do Nordeste e da Série B - títulos que o Fortaleza não tinha em sua história -, Rogério Ceni alcançou a marca de 150 partidas pelo Tricolor, deixando Caiçara para trás com 149. O recordista segue sendo Moésio Gomes com 229 jogos.