Afastado de polêmica, Marcão celebra vitória que fortalece trabalho no Fluminense

A vitória sobre o São Paulo tirou o time carioca da zona de rebaixamento do Brasileirão, agora com 34 pontos

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 08 - A vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o São Paulo, no Morumbi, na noite de quinta-feira, tirou o time carioca da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e também foi importante para Marcão. Alvo de críticas do vice-presidente de futebol do clube carioca, Celso Barros, o treinador ganhou força e sobrevida para seguir com o seu trabalho no time, que briga contra o descenso.

As declarações de Celso incomodaram o presidente Mário Bittencourt, a ponto de fazê-lo impedir a presença do dirigente na delegação do Fluminense para os jogos como visitante contra São Paulo e Internacional, domingo. Mas Marcão sabe que só a conquista de bons resultados vão fazê-lo se manter à frente do time.

Afastado de polêmica, Marcão celebra vitória que fortalece trabalho no Fluminense
Afastado de polêmica, Marcão celebra vitória que fortalece trabalho no Fluminense
"A gente acompanha o futebol brasileiro há muitos anos e sabe que está exposto ao resultado. Quando não acontece como imaginam, cria-se muitas especulações. Nesse caso, procurei ficar à parte e treinar minha equipe. E deixar o nosso presidente (Mário), junto do nosso vice (Celso), se resolverem. Sempre para o melhor para o Fluminense. Estou aqui sempre em busca do melhor para o nosso clube e para o nosso torcedor", disse.

RESPIROU
A vitória sobre o São Paulo tirou o Fluminense da zona de rebaixamento do Brasileirão, agora com 34 pontos, em 15º lugar. Mas Marcão reconhece que a batalha para evitar que o caia para a Série B está apenas no começo. Por isso, já pensa no confronto do fim de semana com o Inter, no Beira-Rio.

"É uma dificuldade muito grande a cada rodada. Foi muito importante somar esses pontos. Muitos não acreditavam, mas a nossa equipe acreditou. Levamos pontos importantes para o Rio de Janeiro. Mas, não dá para descansar. No domingo, temos outra batalha. Vamos enfrentar o Internacional também com o mental muito forte", afirmou.