Série B: Cobrados pela torcida do Coritiba, jogadores vistos na balada se desculpam

Walisson Maia, Giovanni,e Rafinha, Robson, Igor Jesus e Wellissol foram a um show sertanejo após derrota no clássico com o Paraná

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 09 (AFI) - O episódio ocorrido no último sábado, quando seis dos jogadores do Coritiba foram vistos em show sertanejo após a derrota no clássico com o Paraná, casou tensão e até protestos da torcida. A vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, no entanto, aliviou um pouco clima. Depois do jogo, alguns dos jogadores envolvidos na polêmica se manifestaram sobre o assunto.

Os atletas vistos no show foram o zagueiro Walisson Maia, o meia Giovanni, o meia-atacante Rafinha e os atacantes Robson, Igor Jesus e Wellissol. Antes da partida contra o Guarani, torcedores protestaram na chegada do ônibus do elenco ao Couto Pereira.

Espaço incorporado por HTML (embed)

GIOVANNI
“Estou aqui com vocês que é a forma de eu chegar mais próximo do torcedor para pedir desculpas para eles pela situação de sábado. Em nenhum momento quis desrespeitar a instituição. Eu e meus companheiros que estávamos no lugar, não queríamos ir, mas a gente estava acompanhado de esposas, de família. Erramos e estou aqui para pedir desculpas. Isso não vai se repetir. A torcida frisou mais em mim, mas em campo nunca faltou vontade, determinação minha”, afirmou Giovanni.

Torcida do Coritiba fez protestos antes do jogo com o Guarani. (Foto: Reprodução)
Torcida do Coritiba fez protestos antes do jogo com o Guarani. (Foto: Reprodução)

ROBSON
“Fora daqui eu tenho uma vida, todos os jogadores têm. Fui com minha esposa, sem problema. Não era o momento. A gente tem vida e os torcedores precisam entender que somos humanos, que, querendo ou não faz parte. Todos merecem ter vida fora do time”, disse Robson.

Considerado ídolo do time, Rafinha também estava no show. Ao comentar o episódio, foi breve e preferiu focar na recuperação diante do Guarani.

RAFINHA
“A disposição foi o que faltou no clássico nos primeiros 30 minutos. Entramos desligados e acabamos sofrendo os dois gols. Depois aconteceram algumas coisas. Infelizmente no futebol é assim. Na nossa vida pessoal temos que abdicar de muita coisa. Você não pode fazer muita coisa quando perde. Parabéns a todo mundo pela vitória importante. Parabéns para o grupo que se uniu e se fechou para conseguir a vitória. Esse grupo merece”, avaliou.