LAMENTÁVEL! Ex-atacante do Corinthians é vítima de racismo no futebol inglês

Após o ocorrido, o Derby County, time de Kazim, emitiu uma nota de repúdio

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - Neste sábado (27), o Derby County, time do atacante Kazim, que jogava no Corinthians, emitiu uma nota de repúdio aos ataques de racismo sofridos pelo centroavante turco.

Segundo o jogador, ele acabou sendo vítima de um suposto perfil "fake" criado no Instagram para atacá-lo.

Kazim, atacante do Derby County. Foto: Twitter/Divulgação
Kazim, atacante do Derby County. Foto: Twitter/Divulgação

ESTRANHO E LAMENTÁVEL

Após a partida entre Derby County e Nottingham Forest, na última sexta-feira (26), Kazim foi um dos destaques de sua equipe, no empate por 1 a 1. Por conta disso, existem boatos de que, provavelmente, o perfil no Instagram pertence a um torcedor do time adversário.

APOIO AO TURCO

"Estamos com você, Colin. O Derby County fica enojado ao saber das mensagens racialmente abusivas que Colin Kazim-Richards recebeu nas redes sociais durante a noite.

O abuso recebido por Colin resultou em ele ter que ter uma conversa com seus filhos pequenos para explicar por que, nos dias de hoje, o racismo e a discriminação ainda existem. Deve ficar claro que não há lugar no esporte ou na sociedade para o racismo.

O Derby County tem uma postura de tolerância zero à discriminação e ao comportamento preconceituoso e o abuso racial foi denunciado às autoridades competentes. Infelizmente, o abuso nas redes sociais está se tornando mais comum e é muito fácil para os indivíduos se esconderem atrás de uma conta. Isso não pode continuar.

O clube tem um compromisso de longa data com a busca pela igualdade e diversidade, não só no futebol mas na sociedade, e apoia fortemente várias campanhas em todo o país, bem como realiza seu próprio trabalho na comunidade local.

Estamos unidos na celebração da nossa diversidade para deixar categoricamente claro que esse comportamento é inaceitável e não será tolerado. Temos orgulho de Colin e de todos os nossos jogadores", publicou o clube inglês.