'Crise inevitável' motivou saída de treinador, confirma clube nordestino

Em 2013, Oliveira Canindé levou a própria Raposa ao inédito - e surpreendente - título da Copa do Nordeste

por Agência Futebol Interior

Campina Grande, PB, 31 (AFI) - O Campinense confirmou, através de nota oficial divulgada na tarde deste domingo, que o técnico Oliveira Canindé foi desligado por problemas econômicos gerados pela pandemia de covid-19, o novo coronavírus.

O treinador tem um currículo recheado de conquistas. Em 2013, levou a própria Raposa ao inédito - e surpreendente - título da Copa do Nordeste. Ainda foi campeão brasileiro da Série D de 2010 pelo Guarany de Sobral.

Ele ainda ostenta os títulos da Copa Piauí, de 2012, com o Flamengo; do Campeonato Potiguar, de 2014, com o América; e do Campeonato Piauiense, de 2006, com o Parnahyba. Oliveira Canindé, aliás, já está em Fortaleza, onde reside.

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

CONFIRA A NOTA
O Campinense Clube comunica que, em razão dos impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus, o projeto da diretoria executiva teve que sofrer uma indesejada interrupção.

Agora, será preciso repensar e alterar algumas questões para que consigamos manter um patamar possível de ser arcado, visando o planejamento para a volta do Campeonato Paraibano e a disputa do Campeonato Brasileiro Série D, ainda com datas incertas.

Depois de algumas conversas, a diretoria rubro-negra comunica o desligamento, em comum acordo, do técnico Oliveira Canindé.

Canindé vinha realizando um trabalho excelente, mas que, infelizmente teve que ser interrompido por uma crise inevitável que atingiu o futebol brasileiro e mundial.

A diretoria agradece os serviços prestados e deseja o melhor no prosseguimento de sua carreira profissional.