Federação de Brasília projeta volta do Candangão para o meio de maio

O Governo do Distrito Federal ampliou o prazo de proibição de eventos entre eles o esportivo, até o dia 3 de maio

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 03 (AFI) - O presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal, Daniel Vasconcelos, em entrevista à TV Band de Brasília comentou sobre a expectativa do retorno do Candangão que foi paralisado dia 18 de março, após decreto do Governo do Distrito Federal, em função da pandemia do coronavírus.

O Governo do Distrito Federal ampliou o prazo de proibição de eventos entre eles o esportivo, até o dia 3 de maio. O presidente da FFDF disse que:

“Como o prazo do decreto do governo está até a data de 3 de maio, esperamos que após este prazo possamos então nos movimentar para o retorno do nosso campeonato de Brasília. A Confederação Brasileira de Futebol garantiu que os campeonatos regionais serão concluídos. No Candangão ainda temos uma partida para o encerramento da primeira fase, entre Gama x Real Brasília. Esta será a primeira partida que vamos promover no retorno do Candangão. Aí então vamos partir para a segunda fase da competição, com os oito classificados para esta fase”, disse o presidente da FFDF, Daniel Vasconcelos.

GAMA
Enquanto isso, os dois clubes candangos que estarão disputando a série D do brasileiro e se for realizada a Copa Verde, as equipes do Gama e Brasiliense estão em compasso de espera para a retomada dos trabalhos. Weber Magalhães, presidente do Gama, falou ao Jornal de Brasília que:

Qual será o futuro do Candango?
Qual será o futuro do Candango?

“Ainda temos pendências salariais com os atletas. Tínhamos conseguido apoio vindo da Espanha. Mas esta situação da epidemia do corona vírus nos prejudicou. Quanto à paralisação do nosso futebol, concordo plenamente com as providências tomadas pelo Governo de Brasília”, disse o presidente do Gama.

BRASILIENSE
Já no Brasiliense, a presidenta do clube, Luiza Estevão, fez uma declaração no site do clube que: “Ainda não sabemos quando será disputada da série D, como também, quando voltará o Candangão. Nossa esperança é que as competições voltem. Estamos nos organizando para entrar em contato com a CBF para entender com mais clareza a situação da série D, além de saber o que cada clube pode fazer para ajudar”, disse Luiza Estevão.

O Formosa Esporte rescindiu contratos com seus jogadores. O Taguatinga Esporte Clube tem os contratos com os atletas vencendo dia 25 de abril. Em resumo, uma nova negociação entre Federação, clubes e atletas deve ocorrer quando retornarem as competições, pois muitas situações surgirão e terá de ter um consenso nas buscas de soluções.

Gama, Brasiliense, Real Brasília, Formosa, Taguatinga, Capital, Luziânia e Sobradinho estão classificados para a próxima fase do Candangão. Foram rebaixados para a Segunda Divisão do DF de 2021, o Paranoá e o Ceilandense.

E os estádios para a continuidade do Candangão? Isto é um assunto que terá novos capítulos.