Série B: Diretor do América-MG detona (com razão) a arbitragem do clássico

Juizão paraense deu um pênalti que não houve, expulsou Lisca e ainda não marcou um pênalti para o Coelho

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 3 (AFI) - O América-MG perdeu o clássico mineiro para o Cruzeiro, por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, na Arena Independência, pela 25.ª rodada do Brasileiro da Série B.

Mas tinha motivos de sobra para reclamar da arbitragem de Dewson Fernando Freitas da Silva, do Pará.

Ele marcou o pênalti que abriu o placar para o Cruzeiro e foi mito contestado. Depois expulsou, ainda aos 17 minutos do primeiro tempo, o técnico Lisca por reclamações. No segundo tempo, deixou de marcar uma penalidade máxima, desta vez, para o Coelho. Para os americanos, não há dúvida: o Cruzeiro contou com o 'Apito Amigo".

DIRETOR DO CRUZEIRO DETONA ARBITRAGEM