Série B: Avaí pedirá anulação de jogo contra o CSA após “Caso Valdívia”

Avaí fez exames para duelo contra o Juventude, mas foi avisado no intervalo da partida com o CSA do teste positivo do meia Valdívia

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 17 (AFI) – O Avaí não digeriu bem o comunicado da CBF, em pleno intervalo da partida diante do CSA, em Alagoas, de que o teste do meia Valdívia para o novo coronavírus havia dado positivo e consequentemente ele não poderia seguir em campo no duelo que terminou empatado por 1 a 1, válido pela 35ª rodada da Série B. O clube pedirá a anulação da partida.

O presidente do Avaí, Francisco Battistotti, entende que houve interferência externa com a divulgação do resultado do teste positivo durante a partida do último sábado. Ele reclamou que, a princípio, o laboratório se preocupou em ligar diretamente para um membro da CBF e somente após a comunicação da entidade no estádio que o clube acabou sendo avisado.

“O que estranha é que alguém credenciado pelo laboratório liga para o membro da CBF. Estranho que um credenciado do laboratório tenha o telefone direto de um responsável pelo jogo. É muito estranho”, disse o dirigente.

Porém, o fato que mais revolta o presidente avaiano é que o laboratório em que o clube realizou os exames do novo coronavírus pertence a um dirigente do CSA, razão pela qual acredita que a rápida divulgação do resultado aconteceu apenas para prejudicar o time no confronto em que era realizado na capital alagoana.

“Depois chegou a informação de que o laboratório é de uma pessoa vinculada ao CSA. Com essa situação convoquei o jurídico do Avaí pedindo anulação do jogo por interferência externa de pessoas não ligadas ao clube. Se tiver condição, certamente vamos pedir a anulação na segunda”, completou.

CSA e Avaí empataram por 1 a 1 em duelo no Rei Pelé, em Maceió
CSA e Avaí empataram por 1 a 1 em duelo no Rei Pelé, em Maceió
O Avaí realizou os exames no Lufer Laboratórios de Análises Clínicas no sábado de manhã, clínica que pertence a Lumário Rodrigues, superintendente de futebol do CSA. A intenção dos exames em Maceió era para que o time avaliasse quem estaria apto a jogar na terça-feira contra o Juventude.

“Nós já pedimos uma contraprova do Valdívia. O exame que fizemos foi o primeiro para o jogo contra o CSA cumprindo o protocolo, apresentamos o resultado negativo. Pedimos ao laboratório que fizesse os exames e nos encaminhasse até hoje às 22h ou amanhã pela manhã, para fazer o jogo contra o Juventude”, explicou o presidente.

Fato é que, com o aviso do teste positivo, Valdívia precisou ser retirado de campo e o Avaí conquistou um ponto diante do CSA. O meia segue em Maceió e isolado até o resultado da contraprova ficar pronto.

CBF AVALIA O CASO
Ainda no sábado a CBF se pronunciou sobre o caso envolvendo o meia Valdívia no confronto diante do CSA.

1 - Conforme previsto no protocolo das competições, todos os jogadores do Avaí realizaram testes antes do jogo diante do CSA, com resultados negativos.

2 – Visto que o Avaí tem jogo marcado para a próxima terça-feira, 19, diante do Juventude, os atletas foram submetidos a novo exame neste sábado, em laboratório escolhido pelo clube, no qual foi detectado o resultado positivo do jogador Valdívia.

3 – Durante o primeiro tempo do jogo de hoje contra o CSA, o Supervisor da partida foi informado do resultado do exame por um profissional credenciado do laboratório responsável. Por zelo, comunicou ao médico do Avaí que, após confirmar o resultado do exame enviado pelo laboratório, tomou a decisão de retirar o atleta do jogo.