Atlético-MG recebe uruguaio Nacional e tenta evitar eliminação na Libertadores

No fim de semana, a equipe empatou por 4 a 4 com o Fénix, pelo Torneio Apertura do Uruguai

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 23 - Superado pelo Cruzeiro na final estadual, o Atlético Mineiro precisa deixar para trás a decepção pela chance perdida de ser campeão no fim de semana para não ser eliminado precocemente na Copa Libertadores. Nesta terça-feira, às 21h30, o time recebe o uruguaio Nacional, no Mineirão, precisando de uma vitória para chegar à rodada final do Grupo E ainda com chances de classificação às oitavas de final.

Se no fim de semana o Atlético-MG precisava de uma vitória simples para ficar com o título estadual e não teve sucesso, o time agora encara uma tarefa ainda mais complicada na Libertadores. Com apenas três pontos, precisa superar o Nacional e o Zamora, na rodada final da chave, e contar com outra derrota do time uruguaio, para o Cerro Porteño. Além disso, precisará tirar a diferença no saldo de gols para o clube de Montevidéu no saldo de gols.

Hoje, o Atlético-MG é o terceiro colocado do Grupo E, com três pontos e saldo negativo de quatro gols, enquanto o Nacional soma nove e tem saldo positivo de dois. Assim, além de triunfar contra o time uruguaio, a equipe precisa vencer o confronto desta terça por um placar maior, de preferência por ao menos dois gols de vantagem para viajar à Venezuela em um cenário menos difícil - a rodada final da chave será em 7 de maio.

DIFICULDADE

Após o empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, o técnico interino Rodrigo Santana e a diretoria atleticana adotaram um discurso de que o time exibiu evolução, algo que esperam ver em campo nesta terça diante de um adversário que o derrotou por 1 a 0 em Montevidéu e a quem nunca superou na história - são quatro jogos, com dois empates e dois triunfos do Nacional.

Atlético-MG recebe uruguaio Nacional e tenta evitar eliminação na Libertadores
Atlético-MG recebe uruguaio Nacional e tenta evitar eliminação na Libertadores
Para dificultar a sua tarefa, o Atlético-MG, que sofreu gols em todos os jogos que disputou na fase de grupos da Libertadores, precisará atuar com a sua dupla de zaga reserva. O time já não contava com Réver, que ficou fora dos três compromissos anteriores por lesão, e também não poderá usar Igor Rabello, que se lesionou na final de sábado contra o Cruzeiro. Com isso, Leonardo Silva e Iago Maidana serão os zagueiros titulares do time nesta terça.

O interino Rodrigo Santana também terá outros problemas para escalar o setor ofensivo atleticano, pois Cazares segue lesionado. E Geuvânio não foi inscrito na Libertadores. Assim, deverá apostar em Maicon Bolt para compor o quarteto ofensivo com Luan, Chará e Ricardo Oliveira.

POR POUCO

Rival do Atlético-MG, o Nacional atuará em busca do empate que o classificará às oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência. O time, porém, não poderá contar com o goleiro Conde, com quadro de febre e gripe, o que deixará a meta do time sob a responsabilidade do panamenho Luis Mejía.

No fim de semana, a equipe empatou por 4 a 4 com o Fénix, pelo Torneio Apertura do Uruguai, o que aumentou a preocupação sobre o rendimento da defesa do Nacional, apenas o sétimo colocado do torneio nacional. Mas ao menos o setor terá o retorno do zagueiro Felipe Carvalho, que estava suspenso do confronto de sábado.