Eleição para Conselho Deliberativo de clube da Segundona é marcada por tiro

O sócio e policial federal aposentado, José Zanin Júnior, disparou contra Osvaldo Meucci Neto

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 22 (AFI) - A briga política pelo poder no América resultou em mais uma ocorrência policial na noite da última sexta-feira, em frente ao estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão durante a eleição para o novo Conselho Deliberativo.

O sócio e policial federal aposentado, José Zanin Júnior, estava armado e chegou a disparar um tiro para o chão contra Osvaldo Meucci Neto, conselheiro da chapa Novo América. De acordo com o boletim de ocorrência, policiais militares foram acionados para conter uma briga generalizada no portão de entrada dos veículos.

Ambos foram levados até a Central de Flagrantes e ouvidos pelo delegado Allan Francisco Athayde Soares. Ainda houve a apreensão da arma Taurus 357 usada na confusão a calça e o tênis utilizados por Osvaldo Neto, os quais foram para a perícia. Depois do depoimento, eles foram liberados.

CHAPA SEMPRE AMÉRICA VENCEDORA
Com a presença de 38 conselheiros, foi realizada a eleição para a escolha do novo conselho deliberativo. Em até 15 dias, serão anunciados o novo presidente do conselho e o restante da diretoria.

América: situação cada vez mais complicada
América: situação cada vez mais complicada
Além disso, haverá eleição da diretoria executiva para um mandato de três anos, conforme determinação da justiça. A juíza Luciana Conti Puia Todorov, da 6ª Vara Cível, de São José do Rio Preto, anulou o colégio que ocorreu em novembro de 2017.

MAIS IMBRÓGLIO
O atual presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Batista, da chapa Novo América, garante que, pela decisão judicial, a eleição deve ser feita novamente no dia 28 de setembro com as mesmas chapas inscritas em 2017, sem mudanças nas suas composições, mesmo que alguns tenham mudado de lado ou morrido. A comissão eleitoral é composta por Dorival Lemes do Santos, Olegário de Paula do Nascimento e João Eurides Rodrigues.

"O que vale é o pleito do próximo sábado", disse.

Um dos candidatos à presidência, Italiano, por outro lado, diz que obedeceu a justiça e a eleição foi feita com transparência inclusive com a participação de vários órgãos de imprensa, que cobriram o evento.