COPA ALAGOAS: ASA é campeão nos pênaltis e está na Série D de 2021

O jogo contra o CEO terminou empatado no tempo normal, mas o time alvinegro levou a melhor por 4 a 3 na disputa por pênaltis

por Agência Futebol Interior

Arapiraca, AL, 19 (AFI) - Em um jogo emocionante e que só foi decidido nos pênaltis, o ASA conquistou a Copa Alagoas diante do CEO e fez a festa dos mais de dois mil torcedores presentes no Estádio Coaracy da Mata Fonseca neste domingo.

A vitória por 4 a 3 nos pênaltis depois do empate por 1 a 1 no tempo normal garante o ASA na Série D do Brasileiro de 2021. Além disso, o time vai disputar com o terceiro colocado do Campeonato Alagoano uma vaga na Copa do Brasil, também do ano que vem.

NADA DE GOLS
A partida começou movimentada em Arapiraca. Logo no primeiro minuto, Lucas Freire recebeu passe de letra de Júnior Araújo e mandou por cima. O ASA era melhor, mas o CEO respondeu em chute cruzado de Jacobina.

O ASA, do técnico Maurílio Silva, foi campeão da Copa Alagoas
O ASA, do técnico Maurílio Silva, foi campeão da Copa Alagoas
Depois disso, os dois times diminuíram o ritmo e o ASA esboçou uma pressão nos minutos finais do primeiro tempo. Na melhor oportunidade, Júnior Araújo aproveitou pivô de Reinaldo Alagoano e bateu para grande defesa de Matheus.

TUDO IGUAL
Logo aos três minutos do segundo tempo, Lucas Freire finalizou colocado e Matheus evitou o primeiro gol do ASA. O alvinegro era melhor em campo, mas só foi conseguir abrir o placar aos 31 minutos.

Gabriel cruzou e Luiz Fernando tirou do goleiro. O nervosismo bateu no CEO, tanto que o técnico Alyson Dantas recebeu o segundo cartão amarelo por reclamação e acabou sendo expulso. A alegria do ASA, porém, durou sete minutos.

Após bate e rebate dentro da área, a bola sobrou para Dannyel estufar as redes e deixar tudo igual. Com o empate no tempo normal, a decisão acabou indo para os pênaltis. Antes, porém, Gabriel (ASA) e Beto (CEO) foram expulsos.

A DISPUTA!
E quem acabou levando a melhor foi o ASA apesar de Gaúcho ter desperdiçado a segunda cobrança. Isso porque o CEO errou as duas últimas penalidades: Goiabinha bateu para fora e Gideão defendeu a outra.