Feminino: Cristiane comemora retorno à Seleção e diz que vai buscar as Olimpíadas

A atacante do São Paulo estava cinco meses sem ser convocada depois de sofrer uma lesão durante o último Mundial

por Agência Estado

São Paulo, SP, 05 - Depois de quase cinco meses de ausência por causa de uma lesão na coxa direita no Mundial da França, Cristiane está de volta à seleção brasileira feminina de futebol.

Pela primeira vez sob o comando da técnica sueca Pia Sundhage, a atacante do São Paulo se apresentou na última segunda-feira para um período de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e dois jogos amistosos contra o México.

A saudade da bola acabou na quarta-feira, quando a seleção realizou o primeiro treino com bola depois de dois dias de testes físicos e médicos dentro do complexo da Granja Comary.

Cristiane comemorou o retorno à Seleção Brasileira
Cristiane comemorou o retorno à Seleção Brasileira
Cristiane quis mostrar para Pia que o seu objetivo é um só daqui para frente: uma vaga na lista de 18 atletas que disputarão os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

"Agora eu preciso correr atrás do prejuízo porque ninguém vive de nome. Eu darei o melhor possível aqui e quero estar dentro, vou brigar para estar nas Olimpíadas. Está tendo uma competição muito saudável, a Pia está dando oportunidade para todas poderem mostrar o seu trabalho e acho que isso é importante porque tira o peso das atletas mais experientes e faz com que as mais jovens também se sintam responsáveis", destacou a experiente atacante.

RETORNO ESPECIAL
O seu retorno à seleção não poderia ser mais especial com um jogo no Brasil. A última partida disputada pela atacante em solo nacional foi a decisão da medalha de bronze dos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

No próximo dia 12, às 21 horas, a equipe comandada por Pia Sundhage encara o México na Arena Corinthians, em São Paulo. No dia 15 será a vez da Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), receber o último compromisso entre os dois países, às 18h30.

"Vai ser legal estarmos perto dos torcedores, vamos ter o apoio de todos! Teremos também a oportunidade de trocar experiências com todas as meninas que chegaram na seleção e dar muita confiança para elas. Vai ser muito bom finalizar o ano com esse contato com o torcedor em casa!", comentou.